logo

Minha Orla tem perfume de infância

Voltar
por Mariana Valente

Eu não sei se vocês irão me entender, nem se irão partilhar deste mesmo sentimento olfativo que tenho a cada caminhada pela Orla de Santos.
É que, pra mim, ela tem cheiro de infância solta e feliz… cheiro de descompromisso, de não usar relógio, de tarde de domingo sem fim.
Eu vou tentar explicar… é um cheiro de maresia, misturado com as flores e plantas do jardim e, junto, um temperinho de porção de camarão dos quiosques do CPE (Centro de Paquera do Embaré). Pode parecer que é um cheiro esquisito, mas é um cheiro recheado de boas memórias.

E eu sempre acho curioso como nossa memória olfativa é intensa e tem o poder de, automaticamente, com apenas uma “fungada”, quebrar todas as barreiras do tempo e espaço e nos carregar de volta aos 10 anos de idade, consigo sentir os patins nos meus pés, o vento que bate no meu rosto e bagunça o meu cabelo, sinto o sabor do sorvete, do churros e do pastel. Ahhh, e o mais importante, sinto o gosto intenso da liberdade e da sensação de que tenho uma vida inteira pela frente para aproveitar e fazer o que eu imaginar!

Pode parecer que é saudosismo, mas não é. Não sei se existe uma palavra para definir… mas eu acredito que na falta de outra melhor, gratidão se encaixa muito bem.
Gratidão pela infância que tive… a infância que fez esta Orla ter este cheiro tão único e especial para mim!

Hoje sou uma mulher adulta, mas eu confesso que toda vez que eu posso, eu vou, ou volto, das minhas visitas caminhando pela Orla, mesmo que este seja o caminho mais longo… apenas para ter o gostinho de sentir que novamente eu sou aquela garotinha magricela, de pernas compridas, desajeitadas e com os joelhos sempre ralados, mas com o coração cheio de sonhos a realizar. Gosto deste exercício mental de voltar a sonhar e depois contar quantos sonhos eu já realizei, então eu me sinto feliz e muito agradecida.

Se você me encontrar com roupa de trabalho caminhando pela Orla de Santos, fechando os olhos a cada inspiração profunda e depois sorrindo feito boba… pode ter certeza de que me pegou no flagra em um desses meus momentos mágicos.
E eu deixo aqui um convite… deixe o carro na garagem, ande a pé e volte um dia pelo caminho mais longo, faça como um cachorro quando sai para passear… fareje tudo, sem vergonha, sinta cada cheiro e você vai perceber que eles tem cor, textura e sabor.
Te garanto que vai ser uma viagem dentro das suas recordações.

compartilhe

sobre o autor

Mariana ValenteCorretora Associada

Nascida e criada em Santo André, talvez seja a paulista mais mineira que você vai encontrar por aí. Não se surpreenda se a ouvir falando "Uai, mas esse trem é bão demais" enquanto fala de um 'qu...

Leia mais

Tel/Whatsapp:
+55 13 98193-6598
valente@refugiosurbanos.com.br

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?