logo

FeliCidade

Voltar
por Ana Paula Zonta

Mais uma vez me declaro admiradora e apoiadora das diversas formas com que as pessoas se relacionam com a cidade, e se apropriam dos espaços públicos.  E como me encantam a simplicidade e a espontaneidade dos acontecimentos!

Muitas vezes, em nossa rotina diária, passamos distraídos e apressados pelos caminhos e não percebemos os espaços nem as pessoas ao nosso redor. Mas, entendo que temos a necessidade e o desejo de encontrar os outros, de ver e de ser visto, de experimentar as ruas… Isso nos leva para fora de casa, nos move e move as cidades.

E, então, a gente se permite flanar, deixar-se levar pelos espaços, pelos encontros que eles proporcionam… E como é bom quando a cidade é vibrante e oferece surpresas ao longo dos percursos!

Nesse sentido, quero compartilhar um projeto que conheci, semana passada: “Senta aqui… Conversa comigo”. Uma iniciativa linda, de ação social, da Carla Pilon e da Patricia Maria Martins, que visa promover conversas e consegue ressignificar os espaços livres públicos. De forma simples, mas cheia de amor pelas pessoas e pela cidade, criam a oportunidade do encontro entre os outros, em lugares “inusitados” ou considerados apenas de passagem.

Surpresas e curiosas com aquela gente sentada em cadeiras coloridas, as pessoas param, se conhecem, falam, riem, trocam ideias, desabafam, brincam… A conversa permite conhecer o outro, compartilhar semelhanças e compreender as diferenças. E, de repente, o outro torna-se conhecido, um colega, um parceiro, um amigo! E aquele lugar também já adquire outro significado, mesmo que por alguns instantes.  

Na última sexta-feira, tive o prazer de conhecer a Carla através da Refúgios Urbanos, e, na ocasião, ela nos apresentou o projeto. De cara, achei incrível e precisava ir conhecer de perto!

Grata coincidência, no domingo, em uma visita ao Copan, o “Senta aqui… Conversa comigo” estava em frente ao edifício, na calçada da Av. Ipiranga. Sentei e conversei, claro!

E no tempo em que fiquei por lá – infelizmente não deu pra ficar bastante – eu ri muito, troquei ideias, conheci gente nova e reencontrei um amigo que não via há um tempinho. Amei e recomendo! Independente do tempo que a gente possa ficar, já vai fazer uma bela diferença no dia!

O projeto nasceu na calçada do Copan, e acontece uma vez por mês, aos domingos, das 10:30 às 14h. Mas também acontece em outros lugares, como na Av. Paulista e no Largo da Batata. Para acompanhar as programações e participar do projeto, esta é a página no Facebook: facebook.com/sentaaquiconversacomigo. E dá pra seguir no Instagram também, em @sentaaquiconversacomigo.

Na nossa São Paulo, ainda em meio a carência de espaços públicos de qualidade, e sem grades, é maravilhoso criar oportunidades para ocupar os lugares provisoriamente. Faz bem pra gente, faz bem pra cidade! Não é?

Isso até me lembra Mário Quintana…

“Havia um tempo de cadeiras na calçada. Era um tempo em que havia mais estrelas. Tempo em que as crianças brincavam sob a clarabóia da lua. E o cachorro da casa era um grande personagem. E também o relógio da parede! Ele não media o tempo simplesmente: ele meditava o tempo.”

Felizmente, acredito que esse tempo está voltando!

E, se você conhece outros projetos como este, ou quer compartilhar o que te faz feliz na cidade, fique a vontade… Conta pra nós!

compartilhe

sobre o autor

Ana Paula ZontaArquiteta

Paulista. Nasceu e cresceu em Araçatuba. Formou-se em Arquitetura e Urbanismo, na Unesp, de Presidente Prudente, e escolheu São Paulo para viver e se desenvolver pessoal e profissionalmente. Se e...

Leia mais

Tel/Whatsapp:
+55 11 95072-0125

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?