logo

Tudo é uma questão de tempo!

Voltar
por Bárbara Tegone

“OMNIA TEMPUS HABENT”

*Para ler ouvindo: Effect (Mozart)

 

Acredito que todos já ouviram a expressão “ócio criativo”, mas o que isso significa já que, em um primeiro instante, parece ser um contrassenso?

Bom, em tempos de reclusão obrigatória em que muitos se sentem angustiados, ansiosos e deprimidos (como eu), mas que tem o privilégio de poder trabalhar em casa até tudo isso acabar, como reverter os momentos de “cabeça cheia”, em produtividade?!?

 

Para mim, que já trabalho em casa na maior parte do tempo, o ócio é uma ferramenta indispensável!!

 

Nós estamos acostumados a associar o ócio àquela sensação de vazio, ao sentimento de inutilidade. Mas existe o ócio que nos faz sentir livres e que é essencial para a produção de novas ideias e precisamos entender que ócio não significa preguiça, mas sim um equilíbrio entre trabalho, estudo e lazer.

Para quem já trabalha em sistema de home office, sabe o quanto é difícil administrar o tempo!!

Precisamos de um tempo para trabalhar, um tempo para as tarefas da casa, um tempo para nos divertirmos e relaxar, mas sobretudo, precisamos gostar do que estamos fazendo, seja lá o que for!!!

O ócio não é, obrigatoriamente, não fazer nada, mas sim ocupar o seu tempo com atividades que não estejam correlacionadas ao trabalho.

Por exemplo, quando eu percebo que estou misturando muitas funções ou que não estou rendendo em nenhuma delas, eu simplesmente paro e faço qualquer outra coisa que não esteja ligada à essas atividades.

Leio meia dúzia das páginas de um livro, toco duas ou três músicas na guitarra, dou uma volta no quarteirão com minha vira lata e em questão de minutos me sinto renovada, com as ideias mais claras e as etapas do meu processo de trabalho organizadas.

 

E você não precisa esperar se sentir sufocado para ter o seu tempinho de ócio criativo!

 

Organize o seu tempo de modo que você possa ter 15 ou 20 minutos para se distrair um pouco.

Se você trabalha, suponhamos, das 8h às 12h, faça uma pausa as 10h. Mude de ambiente, faça alguma atividade que não esteja relacionada ao seu trabalho!

Se quiser só esfriar a cabeça ou descansar, também é válido. Se acomode confortavelmente, feche os olhos por alguns minutos e pense em coisas boas, agradáveis.

Mas ó, se você não conseguir, de nenhuma forma, “recarregar as energias”, saiba que VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO. Ligue para um amigo, escreva para mim e vamos bater aquele papo descontraído…

Tá tudo bem estar com medo, mais ansioso, mais sensível… O importante é respeitar teus sentimentos, teus limites e, principalmente, respeitar o tempo!

 

 

 

*Eu li uma vez que existe uma ideia, antiga, de que a música clássica favorece a criatividade, a concentração e tranquiliza a mente.

**Para quem quiser se aprofundar mais no tema e saber como as pessoas/empresas estão implementando o ócio criativo em suas rotinas e seus resultados, eu indico o livro “O Ócio Criativo”, do sociólogo Domenico De Masi (ilustrado em fotos em algum lugar desse texto).

compartilhe

sobre o autor

Bárbara TegoneComunicação e Cenografia

Estudante das Artes Cênicas desde a infância, viveu muito tempo nos palcos dos teatros e nos shows de rock do seu pai, descobrindo neles sua paixão por cenários e interiores. Decidida a dedicar su...

Leia mais

Tel/Whatsapp:
+55 11 98294-4826
barbara@refugiosurbanos.com.br

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?