logo

Mas, afinal, o que é Rock’n’Roll?!

Voltar
por Bárbara Tegone

Hoje, conversando com um amigo sobre o que estamos fazendo nesses últimos dias, chegamos a conclusão que não importa o que seja, sempre estamos ouvindo música. Mesmo que seja apenas ouvir música.

 

Minha relação com a música começa antes mesmo de eu nascer.

Meu pai é músico profissional desde muito jovem e minhas primeiras lembranças de infância estão relacionadas à ele… lembro das estantes de casa cheeeias de discos de vinil, da vitrola, das fitas cassetes, da minha tia cantando, do meu pai batucando com e no que estivesse em suas mãos, me mostrando as capas dos discos e contando as histórias das bandas, do chiado da agulha e, lá pelos meus 5/6 anos, eu comecei a estudar. Piano. Desde então, a música faz parte da minha vida. Por sua história em si e por meus instrumentos.

 

Voltando à conversa que tive essa tarde, não importa o estilo e nem o seu gosto, viver em São Paulo te faz viver a música o tempo todo… está nas festas, nos filmes, na hora da faxina, no carro parado no farol, naquele assobio de um refrão qualquer, é o tiozinho no boteco, a dona Maria cozinhando, a mãe ninando o filho…

 

Rock’n’Roll ou Nana Nenê, não importa!
Música é conexão, é sentimento… e eu quero falar com você sobre música, sobre o que te toca!

 

Quem nunca curou uma dor de cotovelo rebolando até o chão ou se afundando na cama com Adele ou Cartola?

Quem não se lembra com carinho de alguém especial já nos primeiros acordes de Twist and Shout?

Sentiu um arrepio nos pêlos do braço durante um solo de Jimmy Page.

Suou ao som de Kygo durante aquela aeróbica na academia.

Tatuou uma clave de sol.

 

Se existe algo que nos une, é a música!

 

Ao ouvir uma música, nós ligamos uma chavinha cognitiva que nos causa emoção. Independente do gênero, a música tem o poder de mexer com os nossos sentimentos e nossas impressões afetivas, gera opiniões e quando ela passa a ter importância significativa em nossas vidas, ela começa a influenciar nossa identidade, personalidade, nosso estilo de vida, amizades…

 

Viver em São Paulo nos permite experienciar todos e qualquer estilo de música que se possa imaginar. Qualquer hora. Quando, como e onde quiser.

Estamos falando da principal capital cultural do país!!

 

Do samba de Adoniran ao rock de Rita Lee, inspirando a Tropicália e resistindo a ditadura, a música chegou na periferia sem nunca sair da boemia e se eternizou no saudosismo da Vanguarda, aqui temos música para todos os gostos!!

 

Para muitos, a música é uma forma de expressar sentimentos, alimentar os desejos, suportar as frustrações e como disse Nietzsche “sem a música, a vida seria um erro”, eu concordo com ele! Para mim a música representa tudo isso e muito mais…

 

Enfim, da vitrola da casa da minha avó aos AirPods de hoje, vou deixar no final do texto, uma playlist que criei com apenas 30 (das quase 3 mil) músicas sobre São Paulo, inspiradas ou presenteadas à cidade!

 

Me conta quais você gosta mais??

https://spoti.fi/39U0G21

compartilhe

sobre o autor

Bárbara TegoneComunicação e Cenografia

Estudante das Artes Cênicas desde a infância, viveu muito tempo nos palcos dos teatros e nos shows de rock do seu pai, descobrindo neles sua paixão por cenários e interiores. Decidida a dedicar su...

Leia mais

Tel/Whatsapp:
+55 11 98294-4826
barbara@refugiosurbanos.com.br

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

× Como posso te ajudar?