logo

Somos loucos por pessoas

Voltar
Por Camila Raghi

Ontem ganhei um presente de um cliente. Um livro. Na verdade, muito mais que isso, uma obra escrita por ele, um talentoso historiador de medicina, a respeito da pandemia.

Não raro recebo agradecimentos de clientes, sejam vendedores ou compradores, em forma de presentes, sejam eles materiais ou não. E como toda profissional, que reconhece neste momento a satisfação plena dos cientes, fico sempre muito agradecida por tais gestos.

No entanto, esta atitude gentil e delicada me fez refletir muito mais a respeito de uma série de desdobramentos relacionados à profissão de corretagem.

Uma das coisas que mais me fascinam em minha rotina como corretora (se é que temos alguma rs) é a possibilidade de me relacionar com profissionais de áreas completamente diversas.

No rol de clientes que atendo, me deparo inevitavelmente com o imprevisível, o inusitado, e, volta e meia aprendo muito com essa vivencia.

Sempre me considerei uma pessoa extremamente curiosa e incansavelmente disposta a aprender. É como um vício bom da eterna estudante em busca de algo mais.

Essa troca multidisciplinar é sempre muito rica. Vejo como uma via de duas mãos: se você está disposto a passar conhecimento de um lado, o universo sempre te retribuirá com muito mais aprendizado.

Esse é grande barato dos relacionamentos. E essa é a base de tudo o que fazemos por aqui.

E por mais incrível que pareça, trabalhamos muito mais com pessoas do que com imóveis.

Somos loucos por arquitetura? Sem dúvida.

Por São Paulo? Por viver a cidade? Pelas coisas belas?

Sim, sim, sim.

Mas somos mais loucos ainda por pessoas.

Por gente.

Pela arquitetura, pela cidade sendo vivenciada…

Por casas sendo usufruídas…por cheiro de bolo e de café da tarde na cozinha…por quintais com redes e plantas…por varandas com gato e cachorro tomando sol.

Somos loucos por moradas com alma, com vida e não à toa trabalhamos incessantemente a fim de encontra-las para nossos clientes tão queridos.

E por entrarmos na casa de tantas pessoas, e “invadirmos” a privacidade de tantas histórias, memórias, de tantos sonhos e expectativas, muitas vezes criamos um vínculo bastante próximo muito rapidamente.

Não raro clientes viram amigos, e nos convidam pra brindar na casa nova…

Não raro nos indicam pra família, vizinhos, amigos e toda a sorte de contatos…

Não raro, eu, louca das plantas, volto pra casa com dicas pra cuidar melhor dos meus babys verdes, com chorume do bom e, olha só, até uma muda nova pra adotar como minha.

Esse é o grande barato do nosso trabalho. E são esses pequenos atos de agradecimento e carinho que recebemos ao final de cada negocio concluído, que nos movem a cada dia.

Em busca sempre, de um novo e incrível Refúgio Urbano.

Ps: a foto acima é sim de uma muda de pilea peperomioides, eu ganhei de um cliente muito querido e que sigo cuidando com muito carinho.

 

compartilhe

sobre o autor

Camila RaghiSócia-Proprietária

Arquiteta e urbanista formada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), trocou Curitiba por São Paulo há dez anos para se dedicar às suas maiores paixões: projeto e restauro. Após acumular ...

Leia mais

Tel/Whatsapp:
+55 11 98771-7220
camila@refugiosurbanos.com.br

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

× Como posso te ajudar?