CENÁRIOS URBANOS

Voltar
por Bárbara Tegone

O QUE É CENOGRAFIA E QUAL A SUA RELAÇÃO COM A CIDADE EM QUE VIVEMOS

 

Cenografia, basicamente, é a arte de projetar e executar uma instalação cenográfica para espetáculos teatrais ou cinematográficos.

A função deste oficio em um ambiente, seja ele qual for, é de nos contar a época e o local da história que está sendo apresentada, e nos ajudar a identificar a personalidade das personagens envolvidas.

Os elementos básicos que compõem a cenografia são: decoração, acessórios/adereços/objetos e a iluminação, formando um conjunto de circunstâncias que envolvem um acontecimento.

No nosso dia a dia, não temos a consciência de que parte de nossas sensações em um espaço é devida a cenografia que foi ou está nele montada. Por exemplo, você está em um consultório médico, na sala de espera que te parece acolhedora e confortável, provavelmente isso acontece pelo conforto dos sofás, um quadro na parede e até pelo o som ambiente. Todo esse clima é muito bem planejado, nada está ali à toa, e a sensação acolhedora vai além da arquitetura de interiores, isso é cenografia.

Tudo começou na Grécia Antiga, onde era utilizado elementos cenográficos na arte de “enfeitar” o teatro, mas foi só a partir do século XX, na Renascença, que ela, a cenografia, passou a ser configurada como um mercado e durante muitos anos, o método mais comum e prático para alterar ou ocultar os cenários, foi o desenvolvimento do pano de fundo, que eram pintados em perspectivas e ainda são bastante usados até hoje, em formas de painéis ou paredes.

 

Teatro de Dionísio, o mais importante da Grécia antiga, considerado o berço do teatro ocidental – Acrópole de Atenas (TripAdvisor)

 

Um cenógrafo precisa entender e incorporar as ideias do diretor ou idealizador do projeto, e ainda entender quais as necessidades dos atores ou público que vai interagir com aquele cenário. Sendo assim, nosso trabalho é ouvir as ideias/briefings e contar essas histórias através de elementos reais, cumprindo com os objetivos daquele espaço.

Ainda muito se confunde entre o que é arquitetura ou design e o que é cenografia.

A segmentação é muito recente, antes a cenografia era uma graduação dos cursos de arquitetura ou de design de interiores.

Mas é muito importante separar essas funções, por dois motivos bem simples:

Primeiro, a cenografia é a representação de um mundo fictício, enquanto a arquitetura representa (e depende) da vida real.

Segundo, enquanto a primeira é passageira, a segunda tem por função, durar o máximo possível.

Assim, tanto a criatividade quanto a técnica do profissional da cenografia são distintas da arquitetura, mas as duas devem viver em sintonia.

 

Estação da Luz – São Paulo (Azul Magazine)

 

A cenografia em espaços urbanos, com toda a sua dinâmica, se converte em um reflexo do mundo para a reflexão das relações entre o ser humano e a realidade.

A cidade passa por intervenções todos os dias, o tempo todo, transformando-se em um cenário, um grande teatro a céu aberto.

Para entender isso, basta caminhar na rua, qualquer rua, e vivenciar esse grande espetáculo que é a cidade.

É fantástico reconhecer a cenografia pelos caminhos que percorremos, e é aí que encontramos nossa sintonia com a arquitetura.
Repare nos edifícios, por exemplo, imagine as histórias que esses lugares têm para nos contar. Lembre-se de como as pessoas se vestiam na época de suas construções, imagine como era o entorno desse lugar.

Quais são os detalhes que compõem e definem esse cenário como ele é hoje?

As condições preexistentes colaboram para a criação de um cenário, sendo um elemento fundamental de reconhecimento espacial e temporal. Explico, quantas vezes você já assistiu um filme e reconheceu de imediato qual era a cidade em que aquele casal passeava de mãos dadas. Saberia dizer até qual é a rua, qual é a época, não é mesmo?

 

Cena do filme A Princesa e o Plebeu, na Fontana di Trevi (Piazza di Trevi) – Roma, 1960

 

Pois bem, os cenários urbanos são representados a todo momento, seja de forma real como no cinema por exemplo, ou artisticamente em painéis, quadros e etc.

A cidade em que vivemos é uma grande fonte de inspiração e estudo, fique atento ao seu redor e aprecie!!!

Nós, por sermos amantes de história e arquitetura, conseguimos facilmente pensar nos cenários ideais para as produções mais diversas, através de um briefing apurado nós podemos “ligar os pontos” e pensar nos logradouros mais apropriados.

A Refúgios Urbanos, é uma imobiliária. Intermediamos compra e venda de propriedades. Porém, nos deparamos sempre com casas, apartamentos ou mesmo edifícios inteiros que são tão incríveis que podem sim servir como cenário, e foi por isso que organizamos um setor dedicado a encontrar cenários perfeitos para a locação de filmes, videoclipes, sessões fotográficas e etc.

A cidade, seus edifícios e residências estão em nosso dia-a-dia, vivemos em busca do que há de mais bacana em São Paulo. Então, acreditamos que seja extremamente importante colocar essa nossa especialização a disposição de quem procura um lugar especial e preciso para compor o cenário da própria obra.

compartilhe

sobre o autor

Bárbara TegoneComunicação e Cenografia

Estudante das Artes Cênicas desde a infância, viveu muito tempo nos palcos dos teatros e nos shows de rock do seu pai, descobrindo neles sua paixão por cenários e interiores. Decidida a dedicar su...

Leia mais

Tel/Whatsapp:
+55 11 98294-4826
barbara@refugiosurbanos.com.br

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

× Como posso te ajudar?