30 motivos para morar no centro

Voltar
por Karen Siqueira

Atendendo clientes que estão pensando em se mudar para o centro, acabo encontrando sempre o mesmo questionamento: “mas é tranquilo morar aqui?”

A primeira vez que ouvi essa pergunta procurei entender de onde ela surgia: o paulistano foi criado para temer o centro. Digo isso por mim.

Fui criada em um bairro pacato da cidade de Santo André, ABC paulista, em uma rua arborizada cheia de casinhas modernistas.
As casas foram dando lugar aos prédios novos, mas nada que mudasse o status daquela rua que, dependendo do dia da semana é possível sentar no meio da via e ficar lá, tranquilão.

Quando me mudei para a região do centro de SP levei um choque: pessoas na rua, movimento, automóveis o tempo todo. Mas ao contrário do que se pensa eu adorei a troca.
O meu bairro, por mais pacato e silencioso que fosse, me trazia uma sensação de insegurança constante.

Eu sempre fui uma pessoa que andei muito a pé e quando fazia faculdade, a distância da minha casa até lá a pé era de 15 minutos.
Eu tinha duas opções: ou ia por uma avenida ou por uma rua. Ambos sem nenhum pedestre sequer. E isso independente do horário.

Nas aulas de urbanismo nós falávamos muito da importância da cidade construída para o pedestre. Comércios de todos os tipos e com diferentes horários de funcionamento, acesso a ciclofaixa, calçadas largas e arborizadas. Tudo isso atrai movimento e vida para as regiões. Em consequência, segurança.

Quando me mudei para o centro, essa foi a principal mudança que eu observei.
Hoje eu moro em uma rua mista, com residências e comércios. A hamburgueria do térreo do prédio onde moro, faz com que essa área seja mais iluminada à noite. A meia quadra, eu tenho acesso a um mercadinho de bairro que fecha às duas da manhã. Na esquina, uma farmácia 24h.
Isso faz com que eu ande tranquila pelos espaços, me traz liberdade de ir e vir.

Mas é claro que para quem olha de fora, essa região pode trazer uma quantidade enorme de questionamentos, porque como eu disse anteriormente: o paulistano foi criado para temer o centro.

E daí surgiu a necessidade de mostrar que essa região é muito mais rica de passeios, lugares legais, prédios e coisas para se fazer do que muitos pensam.

Mas como?

Colocando em prática algo que eu adoro fazer: listar.

Listo as compras do mercado, as contas para pagar, as tarefas do dia, as tarefas do escritório, a demanda de clientes. Por que não listar os meus motivos para morar no centro?

Foi daí que surgiu a ideia de todo dia, durante 30 dias, postar no Instagram o porquê eu adoro tanto essa SP cinza.
Hoje eu completo uma semana da ideia e da prática e estou salvando tudo nos meus destaques do stories.

Se você assim como eu ama essa cidade do coração, por que não fazer o mesmo exercício? Liste os motivos para morar aqui, como se estivesse contando para um amigo. Eu vou adorar conhecer a sua região.

E se quiser acompanhar a minha lista sobre o centro, é só acompanhar no @kaahperes

Quem sabe eu não volto para cá com a lista completa no final do mês.

 

 

compartilhe

sobre o autor

Karen SiqueiraCorretora Associada

Nascida em São Caetano do Sul, fez faculdade de arquitetura e urbanismo. Morou em Santo André, cidade do ABC paulista com cara de interior durante 24 anos. Mesmo assim qualquer ocasião era boa de...

Leia mais

Tel/Whatsapp:
+55 11 98567 5664
karen@refugiosurbanos.com.br

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

× Como posso te ajudar?