EU E O JARDINS

Voltar
por Gerardo Castronuovo

A minha relação com o bairro Jardins é de outra vida como se diz, pois quando vim pela primeira vez ao Brasil, em agosto de 1994 passar minhas férias, foi aqui que eu fiquei e foi amor à primeira vista. Lembro que era tudo novidade para mim, um país novo de 500 e poucos anos, uma metrópole como São Paulo, os prédios arranha-céus todos com elevador e portaria, coisa rara no meu país, achava tudo o máximo.

O meu primeiro endereço foi na Alameda Franca, em um prédio super bacana, em andar alto e luminoso, na frente de um restaurante italiano. Agora imagina um italiano que, na época, só pensava em macarrão, morar bem na frente de um tradicional restaurante italiano? Era um prato cheio para mim, eu amava aquilo.

 

 

Entre 1994 e 1997 acabei vindo mais 3 vezes, sempre passar minhas férias, até que em maio do mesmo ano me mudei definitivamente para sempre e aqui estou até hoje, já fazem 21 anos, país que eu amo e onde finquei minhas raízes.

Fui morar no interior do estado de São Paulo, mas sempre vinha para a capital e ficava no Jardins, onde sempre mantive um apartamento, era a minha referência em todos os sentidos. Me sentia bem, adorava passear pelo bairro, ver gente, caminhar na Avenida Paulista com a sua grandiosidade, ter tudo no bairro e fazer tudo a pé sem precisar usar o carro. Finalmente, no final de 2010 decidi com minha família me mudar para São Paulo capital, advinha para onde? Para o Jardins, claramente, exatamente na Alameda Lorena. Escolhemos o apartamento pela ótima localização e por ficar bem próximo ao Colégio Dante Alighieri, onde meus filhos estudaram.

Pensa num homem feliz! Parecia que uma ímã tinha me puxado para cá, o meu sonho tinha se realizado.

 

 

Este é o bairro onde me identifico, onde conheço tudo e todo mundo, nunca pensei em morar em outro lugar que não fosse este.

Tem tudo o que há de melhor em termo de serviços e comércio. Cafés, bares, restaurantes e supermercados não faltam, como as opções culturais também não.

 

 

A localização não podia ser das melhores, pois, além de ser perto do Centro, tem acesso fácil e rápido a toda cidade através das avenidas Rebouças, Nove de Julho, Brasil e Brigadeiro Luís Antônio. As linhas verde e amarela de metrô estão no bairro também.

 

Resumindo, tenho tudo o que preciso sem sair do bairro, isto realmente não tem preço e me oferece uma ótima qualidade de vida.

Para fechar em grande estilo, hoje além de morar, trabalho no Jardins.

Estou feliz e realizado!!!

compartilhe

sobre o autor

Gerardo Castronuovo

Italiano, nascido na Suíça onde seu pai trabalhava, viveu a maior parte de sua vida, até então, em Empoli, próximo a Florença, no coração pulsante da Toscana. Em sua juventude trabalhou como ...

Leia mais

Tel/Whatsapp:
+55 11 98420-0078
castro@refugiosurbanos.com.br

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

× Como posso te ajudar?