Corujas

QUERO TRABALHAR AQUI!

Descrição

Localizado na Vila Madalena, o Corujas é um edifício de escritórios com 5.880m2 e unidades a partir de 114m2 de diversos formatos. A proposta foi de criar um espaço mais humanizado para o trabalho, indo na contramão dos tradicionais cubos de vidro espelhado localizados em regiões de São Paulo.

Com a solução horizontal, e o formato do lote, o projeto surgiu do desejo de criar uma arquitetura que possibilitasse que os escritórios tivessem, além de suas áreas fechadas, espaços avarandados generosos para reuniões externas, e jardins próprios, privativos.

Para isso os recursos utilizados foram: tetos jardins, grandes panos envidraçados, generosos vãos e varandas pouco convencionais. Os conjuntos no térreo tratam-se de escritórios com pé direito duplo, que aproveita a inclinação natural do terreno.

Esse nível é todo envelopado em madeira e possui estrutura de concreto pré-moldada aparente.

Já no piso intermediário, vemos a estrutura metálica aparente em branco. Esse trecho é totalmente envidraçado, contrastando com o térreo, mais opaco e temos os tetos jardins que são os jardins privativos dos escritórios do primeiro pavimento. Já as grandes varandas, ora com pé direito simples, ora com pé direito duplo surgem entre conjuntos, em meio aos pilares pré-moldados.

No último andar possui o mesmo sistema de varandas do pavimento inferior, mas nestas varandas existem escadas metálicas independentes de acesso a cobertura. Essa cobertura funciona como um teto jardim privativo de cada um dos conjuntos do segundo pavimento, possibilitando que mesmo os andares mais altos possam desfrutar de jardins próprios.

Toda essa organização permitiu uma espacialidade impar, rara em edifícios de escritórios em São Paulo e muito adequada para um bairro boêmio e cultural como a Vila Madalena.

Essa edificação tem o intuito de reforçar o convívio social, oferecendo muitas áreas verdes, bicicletário, vestiários e até um café para que os usuários se conheçam e possam inclusive trabalhar nas áreas comuns, criando quase uma micro-comunidade.

Embora se trate de um edifício de escritórios de altíssimo padrão, ele foi concebido em uma estrutura de pré-moldados de concreto, que em quase toda construção é deixado aparente. É uma forma de afirmar que o material pré-moldado pode ser tão interessante quanto qualquer outro. Há também grandes trechos em estrutura metálica, também aparentes, que deixam o andar intermediário surpreendente leve na edificação, quase como se tivesse repousado ali. Essa estrutura metálica, em conjunto com caixilhos piso teto com grandes aberturas e leves brises metálicos formam uma espécie de miolo, de recheio transparente da estrutura pré-moldada que poderá ser observado da rua pelo visitante, fazendo com que a dinâmica do que ocorre dentro do prédio participe do cotidiano do bairro.

 

 

Ficha Técnica:

Nome: Corujas

Ano de construção: 2014

Projeto: FGMF Arquitetos/IdeaZarvos!, Andre Paoliello

Endereço: Rua Natingui, 442

 

Texto: Adaptado de http://bit.ly/2pqDbIz

Fotos: cortesia IdeaZarvos!

Clique no link abaixo para saber como adquirir o livro Prédios de São Paulo.

Quero o livro

Arquiteto:
FGMF
Construtor:
Idea!Zarvos
Ano da Construção:
2014
Endereço
Rua Natingui 442
COLABORE
×

Hello!

Click one of our representatives below to chat on WhatsApp or send us an email to hello@quadlayers.com

× Como posso te ajudar?