Modernista por excelência na Lapa

Favoritos

Descrição

Casa dos anos 60,  projetada pelo arquiteto modernista Joaquim Guedes, totalmente preservada, com 325m2 de área construída, quatro quartos (uma suíte), em uma rua tranquila daLapa

Se você é do time dos apaixonados pela arquitetura modernista brasileira, prepare seu coração…

 

Um arquiteto que marcou a história da arquitetura brutalista paulista

Construída em 1962 pelos pais dos atuais proprietários, esta casa é fruto de um projeto muito especial encomendado ao arquiteto Joaquim Guedes  (São Paulo SP 1932 – idem 2008, cuja trajetória profissional é de extrema relevância para nossa arquitetura modernista.

Formado inicialmente pela FAU-USP, aonde anos mais tarde iniciou sua carreira acadêmica como docente, Guedes foi membro da Escola Brutalista Paulistana, liderada pelo arquiteto Vilanova Artigas.

Ao longo de sua carreira realizou mais de 400 projetos, dedicando-se com maior relevância ao projeto de residências, com uma linguagem muito própria de valorização da estrutura através da adoção do concreto aparente.

 

Um verdadeiro refúgio preservado 

Seja pelo generoso terreno de 492m2, pelo estado de preservação – ainda bastante original – , ou pela planta muito bem resolvida, esta casa é um sonho de refúgio urbano.

A implantação da edificação, é pra lá de inteligente, solta no terreno e privilegiando dessa forma a boa insolação e a ventilação natural. Dessa forma, o sol é onipresente nos espaços de maior convívio.

O paisagismo aqui também é um capitulo a parte: exuberante e assinado por Roberto Coelho Cardozo, com um traçado curvo e dinâmico que contrasta com as linhas retas da casa. Destaque para o piso de pedras portuguesas brancas nas áreas externas.

Com 325m2, a Casa Sergio Ferreira Leite, como é conhecida na bibliografia oficial de Guedes, é uma aula para amantes de arquitetura.

Aqui, toda a estrutura e os elementos construtivos são aparentes, destacando-se em sua volumetria a cobertura abobadada – marca de inúmeros outros projetos seus -, e o uso de peças pré-moldadas. A experimentação estende-se para a caixilharia, que recebe o vidro diretamente sem a mediação de outro material e é construída em fabrica, e aos fechamentos verticais – em placas de concreto celular. As paredes, também construídas em mesmo material – foram revestidas pela primeira vez em sua carreira, dialogando de forma única com o concreto aparente.

A casa é composta por três pavimentos (térreo, superior e subsolo) com a fachada principal voltada para o sol da manha e protegida pelo balanço da cobertura e pelos sacadões do segundo pavimento.

O andar térreo, um pouco acima do nível da rua, acomoda a zona social e de serviços: escritório – com entrada independente -, living para dois ambientes, um quarto, lavabo, cozinha, lavanderia, quarto e banheiro de serviço. As salas de jantar e estar – revestidas por piso original de ardósia e pé-direito duplo- , assim como o escritório voltam-se para o leste, na fachada frontal. Quarto e lavabo na fachada oposta, voltam-se para o sol poente. Cozinha e demais dependências de serviço recebem o privilegiado sol da face norte.

Subindo a bela escada de concreto chegamos ao andar superior, voltado unicamente a área intima. Uma passarela divide esta planta em dois setores: uma grande suíte e mais um dormitório na ala esquerda; dois dormitórios e banheiro social na ala oposta. Todos os dormitórios possuem varandas, três voltadas para a fachada principal, e marcenaria embutida original. A suíte principal é o quarto que volta-se para a face norte e os fundos do terreno, garantindo maior privacidade a este cômodo.

O banheiro social é separado em pia e chuveiro, este ultimo conta ainda com uma pequena varanda solar.

Neste piso, as únicas alterações em relação ao projeto original ao longo dos anos foi a substituição do carpete original por piso vinifico, e a inserção de uma cobertura de policarbonato no terraço da suíte.

Um elemento bastante interessante encontrado em todos os quartos, assim como no living, é a presença de uma veneziana de concreto vertical, em forma de fita, que garante a ventilação natural desses ambientes.

Por fim, uma outra escada entre o jantar e a cozinha nos leva ao subsolo, que abriga dois amplos depósitos, uma adega e uma garagem.

Há espaço para o estacionamento de dois carros na garagem, sendo apenas uma vaga coberta.

 

Um pedacinho muito especial da Lapa

A casa localiza-se em uma rua muito tranquila e residencial da lapa, próxima a Avenida Mercedes. Daquelas pertencentes ao sinuoso e orgânico traçado urbano da City Lapa projetada nos anos 20.

Por aqui áreas arborizadas não faltam. Estamos a apenas 1km da Praça John Lennon, grande pulmão verde da região.

E a 15minutos de caminhada do Mercado da Lapa.

E se andarmos um pouquinho em direção à Vila Romana, chegamos a uma serie de conveniências do bairro.

 

Modernista por excelência, um refúgio único, com história e alma paulistana!

 

Referências:

https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/13400

https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16131/tde-05052022-150009/pt-br.php

Imóveis Relacionados

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?