logo

9 Desafios que todo pequeno empresário precisa vencer

Voltar
por Matteo Gavazzi

Nesses 5 anos de Refúgios Urbanos e uns tantos outros empreendendo me dei conta de alguns erros e acertos que gostaria hoje de compartilhar com vocês.

1 . Blue Card.

O primeiro que vou nomear nessa lista é o PLANO DE SAÚDE, demorei 5 anos para conseguir deixar as contas equilibradas e me dar ao luxo de ter meu cartãozinho azul na carteira. Espero que ali fique, bem empoeirado, e que eu nunca precise usar. Mas esse não é o ponto. O ponto é que todo empresário vive na incerteza. Sim, pois esse é um problema que o assalariado de uma boa e grande empresa não tem. Se você é o Maior ativo da sua empresa, exercendo a função de CEO, CFO, secretário e Office Boy precisa cuidar e proteger sua saúde pois se ficar dodói toda essa “equipe” vai pro saco. Essa é a lógica. Lembrem desse ponto pois no número 9 dessa lista o desfecho tem ligação com este início.

2 . ABRA SUA EMPRESA! (E se enquadre no regime certo de impostos).

Esse foi um erro que me custou alguns milhares de reais pagos por estar na alíquota errada no momento errado.
Quando abri minha empresa meu contador não estava a par de que as imobiliárias também podiam migrar pro simples nacional.
Dito feito me inseriu no enquadramento do lucro presumido. A diferença entres as duas faixas de impostos é de 10%!!!!! (Sendo 6% a primeira alíquota do simples e 16% a do Lucro presumido). Fiquem sempre dentro da legalidade mas tentem se enquadrar no modelo que ira lhe causar a menor carga tributaria. Cada centavo faz diferença quando se esta montando uma empresa.
PS : Hoje em dia há sistemas como o CONTABILIZEI (https://www.contabilizei.com.br) que permitem abrir uma empresa de graça e ter custos fixos mensais baixos. Coloque na ponta do lápis e veras que a partir de um certo faturamento a tributação para pessoas jurídicas sempre será melhor que a das pessoas físicas que cobram como profissionais liberais.

3 . Saiba o que significa Break-even.

Esse é um termo em inglês para indicar quando a empresa consegue faturar ao menos quanto gasta.
Inicialmente todas as empresas investem muito e tem as contas no vermelho por faturar pouco e manter um nível de gastos alto. Se você for bom no que faz, ai chega o break-even. FATURAMENTOS E GASTOS AGORA SE EQUIVALEM. Você não esta no vermelho nem no verde. Esta na estaca zero.
Da li pra frente se conseguir aumentar a receita num ritmo maior do que seus gastos, você terá lucros. No inicio é claro que todo mundo quer trabalhar para o próprio bem e será normal reinvestir tudo ou quase tudo que a empresa fatura para colocar ela de pé mas tente ficar sempre a cima do break-even ou uma crise improvisa quebrara sua empresa.

4 . Pague seu salário.

Não digo que você precisa assaltar o cofre. Não é isso. Mas considere que parte do trabalho que você faz para sua empresa, especialmente depois que ela já estiver rodando, precisa ser remunerado. Tudo bem que lá na frente a divisão da maioria dos lucros será sua mas você precisa também de segurança e de se pagar pelas muitas horas trabalhadas sem olhar para o relógio.

5 . Fluxo de Caixa. O Famoso Cash Flow.

Somente faturar não garante a saúde de uma empresa. É necessário saber como faturar para evitar que seu fluxo de caixa seja alimentado por exemplo com empréstimos de banco com juros altíssimos. Infelizmente aqui não temos um sistema bancário com spread baixo e as contas quase nunca fecham se você for recorrer aos bancos para rodar seu caixa. Ja vi empresários receber seus faturamentos em 180 dias e pagar juros de 5%( para cobrir esses buracos no meio do caminho) ao mês. Outros faturam x e gastam “quase x” se iludindo de um crescimento que na verdade é ficção, sendo que na verdade estavam perdendo dinheiro ou pagando para faturar sem se dar conta. Isso acontece porque as vezes somos guiados mais pelos gráficos de crescimento e números nos mostrando um aumento do faturamento do que pelo real crescimento da receita liquida. Uma empresa saudável é uma empresa que da lucros apos o pagamento de todos os custos e impostos. Deveria ser o básico do básico mas nem todos tem essa clareza. Eu mesmo não tive lá atras. Voltando ao Cash-Flow este é o verdadeiro indicador da saúde de uma empresa. Deixe sempre suas reservas em dia para garantir um fluxo de caixa de ao menos 3 meses para sua empresa. Isso já é um limite baixo mas nos tempos de hoje vale dizer que se você chegar e se manter lá será um ótimo feito.

6 . Crescimento Vs Qualidade.

Nunca troque o primeiro pelo segundo. Uma empresa deve sim almejar ao crescimento mas nunca as custas da qualidade.
Preze mais por um crescimento orgânico com associados/funcionários felizes do que por um crescimento estrondoso com clientes insatisfeitos e colegas frustrados.
Os pilares que regem a empresa não podem mudar. Esses são o norte. São seus valores e missão. Sempre que surgir uma dúvida se pergunte se o “você fundador” teria aprovado a tal mudança de rumos. Seja fiel aos seus princípios. Sempre.
É muito importante manter esse equilíbrio. Como fazer isso? O próximo ponto explica.

7 . Contratar. Treinar. Ter Êxito.

Contratar é uma arte misturada com um pouco de sorte e regada a horas de treinamento intensivo. Em vários livros que li sobre RH é possível encontrar um numero amplíssimos de teses, truques, questionários e etc etc. Sou contra. Acho que uma entrevista de trabalho deve ser um momento relativamente relaxado onde a pessoa precisa mostrar quem é realmente e o que almeja como profissional. Quem contrata precisa explicar o escopo do trabalho da vaga disponível com seus pros e seus contras e o que se almeja como empresa. A Clareza e transparência reciproca são o melhor caminho para se iniciar e manter um bom relacionamento de trabalho. O Empenho no treinamento é o pozinho magico da Sininho. Um funcionário com predisposição, caráter e um mínimo de preparação é a massa ideal mas sem um ótimo treinamento, diário, especifico e realmente enraizado por meio inclusive de provas e simulações nao dara os resultados esperados.

8 . Se mantenha Apaixonado. Diverta-se.

Trabalhar por dinheiro não é o foco de nenhum empresário que realmente queira ter sucesso. Ao menos não os que eu admiro por ir alem do dinheiro em seus triunfos. O sucesso vai para muito além do dinheiro. Cada empresário tem na cabeça o sonho de resolver magnificamente um problema. De tirar a dor de um cliente e cobrar por isso vendo o brilho em seu olhar na hora de assinar os cheques. A paixão é aquela pitada de loucura que cada dono do seu negócio tem que ter. É aquela poção que as vezes vai contra todas as leis da lógica e do bom senso mas que no final da festa faz com que a mágica aconteça. Ser apaixonado significa ser curioso, ir atrás das soluções e Contagiar os que passam pelo seu caminho. Se mantenha apaixonado pelo que você faz e a mágica dificilmente ira desaparecer. E claro, aprecie a viagem, a vida não e feita só de pontos de chegada! Você precisa curtir o dia a dia, ser feliz com o processo. Trabalhe duro para poder se divertir trabalhando. É um longo caminho e ha sapos a serem engolidos, mas da para chegar lá.

9 . Sócios. Parceiros e Associados.

Sócios são aquela variável enlouquecida. Pode dar muito certo e pode dar muito errado. O que é certo é que você precisa sim estar a caça dos seus novos companheiros de viagem. Sejam eles sócios, associados ou parceiros. Não se pode e não de deve pensar num crescimento saudável sem a presencia de profissionais complementares que elevem o negocio para o outro patamar e ajudem a arcar com as conseqüências e responsabilidades do crescimento. Mas conheça bem seus sócios, se de ao tempo de verificar quem são, como se comportam em situações difíceis e se realmente irão acrescentar algo ao negocio. Sócio não se escolhe somente por afinidade. Afinidade é um Plus, que vem depois que do valor agregado que o partner traz para a firma.
A riqueza só é plena quando em uma empresa todos tem possibilidades de crescer, se desenvolver, ter êxito e serem reconhecidos humana e financeiramente por seus trabalhos. Por isso trate todos como sócios, mesmo que não sejam, todos podem aprender o caminho da prosperidade. Por último mas não menos importante você precisa saber delegar, pois se faz muito mais juntos do que sozinhos e se ficar mal ou precisar tirar férias a empresa continuara a funcionar sem você.

Para encerrar, siga esse conselho.

Sempre celebre, brinde a vida, curta seus sucessos e também seus insucessos pois você aprendera muito com eles.
Não deixe de apreciar o tempo livre com sua família e amigos.
Criar uma grande empresa sem compartilhar suas felicidades não faz sentido nenhum.

compartilhe

Tweet about this on TwitterShare on FacebookGoogle+Email to someone

sobre o autor

Matteo GavazziSócio-Fundador

Nascido em Roma, Itália, onde viveu até seus 20 anos, mudou-se para São Paulo em 2010, fazendo o mesmo caminho e trazendo os mesmos sonhos de Giuseppe Martinelli, um de seus maiores inspiradores. ...

Leia mais

Tel/Whatsapp:
+55 11 9 7210-8517
matteo@refugiosurbanos.com.br

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também